Petites Vaidades: Dia das Mães, todas merecem?

Dia das Mães, todas merecem?

(ESSE POST É GIGANTE SIM, SE NÃO GOSTAR DE ASSUNTOS POLÊMICOS E IMPORTANTES, NÃO LEIA, VÁ DIRETO PARA OS TUTORIAIS DE MAQUIAGEM E AFINS...)

Olá pessoas, hoje eu vim bater um papo diferente com vocês. Fiquei indignada com uma história que vi hoje no programa da Ana Maria Braga. Quem viu deve saber do que eu estou falando. Quem não viu, joga no google " Mãe ensina filho como torturar um cachorro". 

Pois então, uma mãe foi filmada ensinando o seu filho de três anos a torturar o cachorrinho da família. Eu tenho algumas opiniões radicais e não peço que ninguém concorde comigo, mas vim fazer um desabafo. Que tipo de mãe ensina um filho, uma criança inocente a ser violenta? (Eu não vou entrar no mérito da mulher ter maltratado o bichinho, porque ficaria um post gigante e com um palavreado não muito bonito, mas o que é dela está guardado, tudo que vai volta, sempre!) Agora vocês me digam, que tipo de adulto, de ser humano esse menino pode ser com um exemplo assim em casa? Ontem foi dia das Mães e eu conheço mães maravilhosas, que deram bons exemplos e formaram adultos incríveis, dignos e honestos. Mas sinceramente, acho que nem todas as mães merecem um "Parabéns, Feliz Dia das Mães", não merecem nem mesmo um "Bom dia!". Porque a condição "Mãe" não é a mulher que simplesmente gera uma vida dentro dela, ou coloca um ser no mundo.

Esse ser que estão chamando de mãe, pode até ser amorosa com seu filho, amá-lo incondicionalmente, pagar uma boa escola, dar uma boa comida. Mas ser chamada de mãe? Já é demais pra mim. Fico sabendo de muitas mães, na minha cidade por exemplo, que os filhos se tornaram marginais, pessoas indignas, e ficam choramingando para policiais que seus filhos são inocentes, são pessoas boas. Por favor gente! A mãe sempre conhece o filho que tem, e tem grande chance de o filho ter se tornado a pessoa que é por exemplo dos pais. Não estou generalizando, alguns filhos simplesmente não tem porque se rebelar, entrar para o crime, as vezes só não tem vergonha na cara, mas cresceram em uma família boa, com pais honestos, carinhosos. Mas as grandes chances de uma criança ser violenta é seguindo o exemplo dos pais.

Eu só desejo um pouco de sorte para esse menino, porque ele vai precisar, tendo uma mãe assim (e talvez um pai que pensa do mesmo jeito), acredito que tem poucas chances de se tornar uma pessoa boa, sendo corrompido desde criança.

Penso também que existem "Mães" muito piores que essa. "Mães" que por exemplo acham que os professores tem obrigação de educar seus filhos. Os alunos de hoje maltratam seus professores, agridem verbalmente e fisicamente. Vocês já imaginam que tipo de pais eles tem não é? E não é minoria gente, não se engane! Pais que fogem da responsabilidade de educar, isso é muito sério e pode ser um dos maiores responsáveis por nosso país ser tão violento assim. Porque aí as crianças aprendem de um jeito mais forte, nas ruas, seguindo exemplos errados.

As "Mães" deveriam simplesmente passar por um processo de seleção. Assim mesmo, como produtos. As que estivessem aptas a maternidade sairiam felizes e contentes. As que não passassem entrariam na faca, seriam "castradas" (sim, porque para mim são mais animais que muitas cachorrinhas por aí), seriam eternamente inaptas a terem filhos, a procriar sua espécie imunda.

Fica aqui meu desabafo. Educação e respeito à vida se aprende em casa, e não é falando que se deve fazer isso, ser assim, ser assado, é com exemplo! Se você é uma pessoa boa, e passa esse exemplo para seus filhos, a chance deles também serem boas pessoas, é enorme, e o contrário é verdadeiro também.

E pra você adolescente que leu esse post, por favor, seja mais responsável, pense, repense se um dia você quer ter a responsabilidade de colocar uma pessoa no mundo, é um responsabilidade enorme! Você pode tanto ter um filho maravilhoso quanto criar uma pessoa má, que não respeita o próximo. Pense nisso e se proteja, não seja leviano com a vida!

E para as Mamães (assim como a minha linda mamãe!) que são maravilhosas, anjos, que doam a sua vida pelos filhos, são ótimas pessoas, meu Feliz Dia das Mães (atrasadinho!).

6 comentários:

  1. Sarah, tenho mesma opinião que você não discordo em nada. nada mesmo, poxa ainda sou mais radical que você, sou a favor de dar mesmo Um..com licença da palavra´´Cacete`` nesse ser humano, fazer com ela o mesmo que estava ensinando a criança a fazer...eu estou revoltada, indignada com essa história. Gente esses bichinhos são indefesos Meu Deus, não falam e sim sofrem orrores..verdadeiro Show de terror...Quando que autoridades vão tomar uma atitude mais radical pera essas pessoas (se é que podemos chamar de pessoa)pagarem pelo que faz com os bichinhos!...beijos #indignada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amiga, fico indignada também e minha vontade também é essa. Mas o que mais me espantou nessa história é essa pessoa ensinar o próprio filho a fazer maldade. Não me surpreenderia que quando esse menino crescer ele faça a mesma coisa com a mãe. E convenhamos, ela vai merecer. Beijooo amigaa

      Excluir
  2. Eu vi o programa também e fiquei indignada, chocada! Primeiro, pelos maus tratos ao cachorrinho, filhote, totalmente indefeso. Não há NENHUMA justificativa para tal. O poodle foi tirado dela e está se recuperando, mas ela deveria, além de pagar uma multa altíssima, ser presa e apodrecer na cadeia. Com certeza o animal vai ficar com sequelas, talvez não físicas, mas emocionais, terá medo de pessoas, etc.

    Além disso, ensinar o filho a agir da mesma forma é uma atitude que não pode ser de uma mãe. Não consigo enxergar a figura de uma mãe nessa mulher, é uma psicopata. Acho que seria ótimo se quando crescesse, esse menino espancasse a mãe da mesma maneira que fez com o cão.

    O sentimento de revolta é gigante!!

    Beijos

    http://fashionmakesetc.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fiquei revoltada Caroline!!! E acho dificil essa criança não ser um adulto violento com um exemplo desse em casa. É muito trsite.
      Beijoo

      Excluir
  3. Sarah, sempre disse isso, pra ser pai e mãe a gente tinha que passar por curso e só depois de aprovado poderíamos ter filhos. Que absurdo! me faltam palavras pra descrever meu sentimento em relação a essa pessoa! E tenho dó dessa criança, do que vai ser o futuro dela...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Carolina, que adulto essa criança vai ser, tenho medo dessas mães viu.
      Beijooo

      Excluir

/